Filho de Eike é indiciado por atropelamento

Thor Batista, de 20 anos, filho do empresário Eike Batista, foi indiciado por homicídio culposo (sem intenção de matar) pelo atropelamento do ciclista Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos, ocorrido na rodovia Washington Luís, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, em 17 de março. A informação foi divulgada na noite desta sexta-feira pelo "RJTV", da TV Globo.

FÁBIO GRELLET, Agência Estado

11 Maio 2012 | 19h52

Segundo a perícia, a Mercedes-Benz SLR McLaren dirigida por Thor estava a 135 km/h. O limite permitido na rodovia é de 110 km/h. Se estivesse trafegando em velocidade permitida, Thor não seria indiciado e o ciclista seria considerado o único responsável pela própria morte. O inquérito será enviado na próxima segunda-feira ao Ministério Público, que vai decidir se Thor será ou não denunciado à Justiça.

O exame toxicológico feito no corpo da vítima indicou que o ciclista havia ingerido bebida alcoólica em excesso. Foi detectada a concentração de 15,5 decigramas de álcool por litro de sangue dele. A lei considera incapaz de dirigir carro quem tiver 2 ou mais decigramas de álcool por litro de sangue.

Mais conteúdo sobre:
Thor Batistaatropelamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.