Filipinas orientam cidadãos a deixarem a Síria

O governo das Filipinas aconselhou na terça-feira os seus cidadãos a deixarem a Síria, onde há cerca de 17 mil filipinos, a maioria trabalhando como empregados domésticos. Manila prometeu arcar com os custos da retirada, motivada pela violência no país do Oriente Médio.

REUTERS

16 de agosto de 2011 | 08h29

Em fevereiro, as Filipinas já haviam retirado trabalhadores da Líbia, mas menos de metade dos estimados 26 mil filipinos nesse país partiram. Em março, dezenas de filipinos que estavam em áreas do Japão atingidas pelo tsunami também foram repatriados.

(Reportagem de Manny Mogato)

Tudo o que sabemos sobre:
FILIPINASSIRIACONSELHO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.