Filme mostra o que mudou no Rio depois das UPPs

Morador da Cidade de Deus há 32 anos, o cineasta Rodrigo Felha sentiu um frio na espinha ao se ver diante de centenas de policiais militares no centro de treinamento da corporação, durante as filmagens do documentário "5 x UPP ", no fim de 2010.

BRUNO BOGHOSSIAN, Agência Estado

21 de setembro de 2011 | 20h37

Quatro meses antes, ele havia passado por uma revista que considerou humilhante: foi obrigado a baixar as calças, se recusou e foi parar na delegacia.

"Eu sempre tive o policial como inimigo, e eu sabia que aquele homem que fez uma abordagem errada comigo tinha saído daquela escola", conta o diretor. "Eu me perguntava se algum daqueles policiais poderia me agredir ou agredir um amigo meu no futuro."

Mergulhados no cotidiano das comunidades há décadas, Rodrigo Felha, Cadu Barcellos, Luciano Vidigal e Wagner Novais - todos moradores de favelas cariocas - mostram por dentro o que mudou na cidade após a instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP).

No documentário, que será lançado no Festival do Rio, a partir de 6 de outubro, eles narram as transformações em curso nas vidas de moradores do morro, nos bairros vizinhos, na polícia e no comportamento dos traficantes.

O projeto é uma reedição da parceria dos quatro diretores com os produtores Cacá Diegues e Renata Magalhães, que trabalharam juntos no longa de ficção "5x Favela - Agora por nós mesmos". Na tela, os cineastas pretendem mostrar uma visão crítica do projeto, sem contaminações sociais ou políticas.

Tudo o que sabemos sobre:
UPPfilmeRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.