Fim de ano nos aeroportos teve 329 autuações pela Anac

A operação de final de ano realizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) em 11 aeroportos do Brasil gerou 329 autos de infração às empresas aéreas, o que representa um valor estimado em R$ 2,3 milhões. Entre as companhias nacionais, 188 autuações foram para a TAM, 34 para a Webjet e 26 para a Gol. As companhias Azul, Avianca e Trip não tiveram nenhuma irregularidade comprovada até o momento.

AE, Agência Estado

21 de janeiro de 2011 | 16h37

Entre as empresas estrangeiras que operam no País, a Aeroméxico recebeu 72 autos de infração, seguida pela American Airlines (3), Air France (2), KLM (2), TAP (1) e Taca (1). Os números ainda podem aumentar, já que todas as manifestações de passageiros registradas na Anac também estão sendo avaliadas e poderão gerar novas autuações.

As companhias foram autuadas nos casos de atrasos, cancelamentos e preterição em que houve descumprimento da assistência devida ao passageiro (de acordo com a Resolução nº 141 da Anac), ou de qualquer regulamento da aviação civil.

No período da operação - de 17 de dezembro de 2010 até 7 de janeiro de 2011 - a Anac registrou 3 mil reclamações contra as seis maiores empresas aéreas no Brasil, o que corresponde a 0,02% do movimento de passageiros transportados em voos domésticos no mês de dezembro. A Avianca foi a companhia aérea com o menor número de queixas de passageiros e também a mais eficiente em pontualidade e regularidade.

No ano, a TAM foi a que recebeu o maior número de reclamações: 15.323. Em segundo lugar ficou a Gol/Varig (8.894), seguida pela Webjet (5.834), Trip (1.538), Avianca (1.423) e Azul (1.125). As principais reclamações referem-se a atendimento, bagagem e atrasos de voos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.