FMI vê pacote de estímulo chinês ajudando economia global

O pacote maciço de gastos do governo chinês para impulsionar a demanda doméstica é uma "boa notícia" que irá ajudar a economia mundial a sair da crise financeira, afirmou o diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI) neste domingo. "O FMI está argumentando há bastante tempo que a China precisa mudar a sua política de crescimento impulsionado por exportação para crescimento mais dirigido por demanda doméstica", afirmou Dominique Strauss-Kahn à Reuters após um encontro do G20 em São Paulo. "Logo, estou bastante satisfeito em ver a decisão que foi tomada pelos chineses. É uma pacote enorme. Este terá influência não apenas na economia mundial dando suporte à demanda, mas também uma grande influência na economia da própria China e eu acho que é uma boa notícia para corrigir os desequilíbrios". A mídia estatal chinesa reportou neste domingo que a China aprovou um pacote de estímulo de 4 trilhões de iuans (586 bilhões de dólares). (Reportagem de Anna Willard)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.