Foco de barbeiro é encontrado em Ribeirão Preto-SP

Vários focos de barbeiro foram encontrados em casas num sítio de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Um dos insetos estava infectado pelo protozoário Trypanosoma cruzi, transmissor da Doença de Chagas. Há três semanas funcionários da regional da Superintendência de Controle Endemias (Sucen), vinculada à Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, trabalham na região rural, procurando focos do inseto e borrifando inseticida onde alguns foram encontrados.A descoberta ocorreu no final de outubro, quando uma moradora viu um inseto picar a perna de um de seus filhos, que estava dormindo num cômodo da casa. O número de focos do barbeiro ainda não foi consolidado pela Sucen.Segundo a Assessoria de Imprensa da Sucen, o trabalho do órgão ainda não foi concluído e o tempo de incubação da Doença de Chagas, nesse caso, é de 30 dias. Então, a possível vítima e sua família deverão fazer exames após esse prazo. A Sucen informa ainda que esse vetor é encontrado em região de matas e não é surpresa. Ribeirão Preto teve, em 2006, dois casos de Doença de Chagas confirmados. A Sucen só terá um parecer geral desse problema detectado em Ribeirão Preto dentro de pelo menos 30 dias.

BRÁS HENRIQUE, Agencia Estado

30 de novembro de 2007 | 13h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.