Fogo destrói donativos para vítimas de enchentes em SC

Galpão de igreja em Ilhota armazenava cerca de 2 toneladas de roupas; polícia acredita em incêndio criminoso

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

21 Janeiro 2009 | 15h19

Um incêndio supostamente criminoso destruiu na manhã desta quarta-feira, 21, parte do galpão da igreja São Luiz Gonzaga, em Ilhota, Santa Catarina, que armazenava roupas destinadas às vítimas das enchentes que atingiram o Estado em novembro do ano passado. De acordo com a investigação da Polícia Civil da cidade, após os depoimentos de testemunhas, andarilhos ainda não identificados foram os responsáveis pelo incêndio.   De acordo com a polícia, o fogo na igreja São Luiz Gonzaga começou por volta das 9h30, mas foi rapidamente controlado pelos bombeiros voluntários da cidade. Cerca de 30% das duas toneladas de roupas doadas para os desabrigados das enchentes ficaram completamente destruídas. Segundo o Corpo de Bombeiros, que enviou três equipes ao local, os donativos haviam sido armazenados pela prefeitura local para distribuição aos moradores da região do Alto do Baú que ainda permanecem em abrigos.   Uma xepa de cigarro, conforme o bombeiro voluntário Paulo Vilmar Batista, teria sido a causa do incêndio criminoso. "É a hipótese mais provável, já que a energia elétrica do galpão estava desligada", informou o bombeiro, descartando a possibilidade de um curto-circuito. Ele acrescentou que testemunhas afirmaram ter visto pelo menos três pessoas saindo local minutos antes do incêndio começar.   O fogo começou na parte inferior do galpão e as chamas destruíram parte do telhado e o prejuízo só não foi maior devido ao pronto atendimento dos bombeiros que utilizaram cerca de seis mil litros de água para conter o fogo.   (Com Júlio Castro, de O Estado de S.Paulo)   Atualizado às 20h20 para acréscimo de informações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.