Foguete brasileiro levará tilápias ao espaço

Peixes serão usados em experimento sobre doença que causa enjôo.

Cláudia Varejão Wallin, BBC

11 de fevereiro de 2008 | 14h40

Um foguete brasileiro será lançado ao espaço nesta terça-feira na Suécia levando 72 peixes para um experimento que pode ajudar a esclarecer porque algumas pessoas ficam enjoadas em carros, barcos e outros meios de transporte.O foguete VSB-30 será lançado no Centro Espacial de Esrange, no norte do país Europeu, em uma missão que é parte do Projeto Texus, conduzido por cientistas alemães com financiamento da Agência Espacial Européia (ESA).As 72 tilápias (Oreochromis mossambicus) vão ser catapultadas a uma altura de 260 km a 270 km. Durante aproximadamente seis minutos, o foguete ficara em ambiente de microgravidade, a fim de possibilitar o experimento.Com os testes eles vão investigar as causas da chamada doença do movimento ou cinetose, caracterizada por sintomas como tontura, enjôo e náusea."Basicamente, os peixes vão ficar 'mareados' até conseguirem se adaptar às condições de microgravidade", disse a BBC Brasil a porta-voz da base de Esrange, Johanna Bergström-Roos.Em círculosEsta será a sexta missão do foguete brasileiro VSB-30 desde o lançamento inaugural na base de Alcântara (MA), em 2004. Na Suécia, será o quarto vôo do foguete, desenvolvido por meio de uma parceria entre o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) de São José dos Campos (SP) e a Agência Espacial Alemã. A escolha dos peixes como cobaias, segundo os cientistas, se deve ao fato de que eles também podem ficar enjoados - embora nem todas as espécies sofram do problema. Peixes com cinetose, dizem eles, nadam em círculos contínuos."E escolhemos tilápias porque são peixes incrivelmente resistentes e fortes", explicou à BBC Brasil o cientista alemão Ralf Anken, que realiza os últimos preparativos para a missão na base de Esrange. Outra razão, disse Anken, é que os peixes são animais vertebrados com estruturas de ouvido interno semelhantes às de mamíferos - o que, segundo o cientista, permitirá aplicar as conclusões do experimento aos estudos com humanos. A causa da cinetose não é conhecida. Acredita-se que o enjôo seja resultado de informações desencontradas, que confundem o cérebro quando se anda de barco, por exemplo. CâmerasDurante o vôo, as tilápias vão ser monitoradas por câmeras de vídeo instaladas no foguete. "Após o retorno da missão, vamos examinar se os peixes que necessitaram de maior tempo de adaptação à situação de gravidade reduzida possuem assimetrias nos ossos do ouvido interno", disse o cientista responsável pelo projeto. Uma equipe de quatro brasileiros do IAE e do Comando-Geral de Tecnologia Aeroespacial (CTA) da Aeronáutica acompanhará o lançamento na base de Esrange. Segundo o gerente do Projeto VSB-30 no IAE, Eduardo Dori, o futuro do foguete brasileiro é promissor."Já temos propostas da Agência Espacial Alemã para realizar dois vôos por ano até 2010", disse Doria a BBC Brasil. O VSB-30 tem 12 metros de comprimento e pesa mais de duas toneladas.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.