Foodfeed: comendo sem culpa pelo Twitter

Vitor Lourenço veio ao socorro dos usuários de Twitter que temiam parecer banais ou incomodar seus seguidores com atualizações cotidianas. Criou, ao fim de 2007, o aplicativo foodfeed, que reúne pessoas interessadas em gastronomia e, portanto, até gostam de receber tweets sobre o que os amigos andam comendo. Entre outros frutos, o serviço rendeu ao paulista de 21 anos o convite para criar o novo design do Twitter. Evan Williams, responsável tanto pelo Blogger como pelo Twitter, ficou impressionando com a interface simples feita por Lourenço que mescla tons pastéis ao verde e vermelho vivos. Veja também: #twiceitas Receitas picadinhas Entre na panelinha do Twitter Em 140 toques, a cozinha do Alinea Glossário do twitês Quando o FoodFeed foi lançado? No final de 2007. Você tem trabalho em melhorias ou adaptações no serviço? Essas mudanças são baseadas no comportamento dos usuários diante do aplicativo? Algumas melhorias estão sendo introduzidas gradativamente. Como é um projeto pessoal, não tenho muito tempo para dedicar a novas funcionalidades, mas pretendo garantir que a experiência atual seja sempre satisfatória. O serviço teve o maior número de adoção de usuários depois de ser publicado pela Revista Wired. Como vê a tendência de postar receitas em apenas 140-caracteres? Acredita que o FoodFeed foi precursor ou lançou a tendência? O FoodFeed foi lançado já há algum tempo, mas não acredito que ele tenha influenciado a tendência de postar receitas curtas. O serviço é orientado para controlar sua dieta e hábitos alimentares. Já ouvi dizer que também serve como um companheiro para aqueles almoços sozinhos durante a correria no dia-a-dia. Quando você criou em FoodFeed pensava que as pessoas dariam quais usos para eles (registro da dieta, diversão)? Algum uso (compartilhamento de receita) o surpreendeu? Não imaginava como seria a adoção dos usuários. Alguns usos me surpreederam. Como alguns usuários que utilizam para mantér um catálogo de todas as cervejas internacionais que já experimentaram :) A grande vantagem do FoodFeed é a facilidade como a informação pode ser inserida no sistema: através do Twitter é possível atualizar via desktop, navegador, versões mobile ou até mesmo SMS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.