Força Aérea do Iêmen mata 29 militantes ligados à al Qaeda

A Força Aérea do Iêmen matou 20 combatentes aliados à rede al Qaeda numa base na conflagrada cidade sulista de Jaar, disseram moradores à Reuters, neste sábado.

REUTERS

10 Março 2012 | 10h43

Jaar, a segunda maior cidade da província de Abyan, foi tomada por militantes em março do ano passado, num momento em que os protestos contra o ex-presidente Ali Abdullah Saleh paralisavam o país.

Os combatentes assumiram na semana passada o controle da base do governo e se apoderaram de armas e equipamentos militares.

Na segunda-feira, o recém-eleito presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi prometeu perseguir os militantes ligados à al Qaeda até o último local em que se esconderem.

Na noite de sexta-feira ataques aéreos mataram pelo menos 17 militantes suspeitos de vínculos com a al Qaeda na cidade de Bayda, situada 267 quilômetros a sudeste da capital do país, Sanaa.

(Reportagem de Mohammed Mukhashaf)

Mais conteúdo sobre:
IEMEMALQAEDABOMBARDEIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.