Força Nacional ocupa favela com cracolândia no Rio

A Força Nacional de Segurança passa a ocupar nesta sexta-feira uma favela do Rio de Janeiro dominada por traficantes e usuários de drogas, em especial crack, localizada no bairro do Catete, zona sul da capital.

REUTERS

18 Maio 2012 | 11h21

Homens das polícias civil e militar ocuparam o morro Santo Amaro na manhã desta sexta-feira para abrir caminho à Força Nacional de Segurança (FNS).

A ocupação da favela faz parte de um convênio do governo do Estado com o Ministério da Justiça assinado no mês passado. A previsão é que pelo menos 150 integrantes da FNS permaneçam no local por tempo indeterminado.

Não houve confronto, e além da FNS foram destacados para a atuação no Santo Amaro assistentes sociais, psicólogos e educadores. Uma casa para o consumo de crack foi encontrada pelos policiais.

A venda e o consumo de crack no Rio avançam rapidamente, e a prefeitura já recolheu das ruas da cidade mais de 4 mil usuários e vendedores da droga em operações rotineiras. São ao menos 11 cracolândias na cidade.

"“Vamos ter um posto avançado no Santo Amaro para assistir usuários e consumidores. Com a FNS esse trabalho fica facilitado", disse o secretário de Assistência Social do município, Rodrigo Bethlem.

Autoridades estimam que vivem aproximadamente 5 mil pessoas no morro Santo Amaro.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Mais conteúdo sobre:
SEGURANCA FAVELA CRACK*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.