Forças nigerianas matam 20 islamistas em tiroteio

As forças de segurança nigerianas mataram 20 supostos militantes da seita Boko Haram em uma troca de tiros neste domingo enquanto invadiam um esconderijo islâmico no nordeste do país, disse uma autoridade de área de segurança.

Reuters

12 de agosto de 2012 | 15h29

Um soldado também foi morto no tiroteio em Maiduguri, a capital do Estado de Borno, disse a autoridade.

O Boko Haram, um grupo islamista ao estilo do Talibã, lançou uma insurgência contra o governo a fim de criar um Estado islâmico na Nigéria, um país de mais de 160 milhões de pessoas e dividido igualmente entre cristãos e muçulmanos.

As forças de segurança tinham informações de que alguns membros do grupo se reuniam em um local em Maiduguri, disse o coronel Victor Ebhaleme, oficial de operações da Força Tarefa Conjunta (JTF, na sigla em inglês) do exército e da polícia em Borno.

O Boko Haram não comentou e não foi possível confirmar de forma independente a notícia.

Islamistas já mataram centenas de pessoas em ataques a bomba e com tiros na Nigéria, o maior produtor de energia da África, desde que lançaram seu levante em 2012.

(Reportagem de Ibrahim Mshelizza)

Tudo o que sabemos sobre:
NIGERIATIROTEIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.