Bulent Kilic/AFP
Bulent Kilic/AFP

Forças sírias combatem rebeldes no centro da cidade de Aleppo

Na periferia, tropas sufocaram motim em prisão, usando gás lacrimogêneo e metralhadoras

Reuters

24 de julho de 2012 | 07h49

AMÃ - Rebeldes sírios lançaram uma ofensiva nesta terça-feira, 24, para assumir o controle de Aleppo, no noroeste do país, entrando em confronto com o Exército e membros do aparato de inteligência às portas da Cidade Velha, de acordo um site das Nações Unidas ligado à preservação do patrimônio mundial, moradores e ativistas da oposição.

Veja também:

linkObama adverte Síria para não cometer 'trágico erro' de usar armas químicas

linkSíria diz que usará armas químicas apenas em caso de ataque externo

forumCURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Na periferia norte de Aleppo, principal cidade industrial e comercial da Síria, as forças do presidente Bashar al-Assad sufocaram durante a noite um motim na prisão da cidade, usando gás lacrimogêneo e metralhadoras, disseram as fontes. Morreram 15 detentos, segundo ativistas que estão em contato com sobreviventes. 

Armas químicas

O governo sírio ainda mantém pleno controle do arsenal de armas químicas, disse hoje um alto funcionário israelense do setor de defesa, Amos Gilad. "O temor, claro, é que o regime se desestabilize e o controle também se desestabilize", disse Gilad à Rádio Israel. Mas ele acrescentou: "No momento, todo o sistema de armas não-convencionais está sob pleno controle do regime."

Países ocidentais e Israel expressaram a preocupação de que esse armamento caia em mãos de grupos militantes à medida que o poder do presidente sírio, Bashar al-Assad, se desintegra.

Tudo o que sabemos sobre:
Primavera ÁrabeSíriaAleppocombates

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.