Forças sírias matam mais de 200 pessoas em Hama, dizem ativistas

Mais de 200 pessoas foram mortas nesta quinta-feira pelas forças do governo sírio em um vilarejo da província de Hama, na Síria, denunciaram ativistas da oposição.

Reuters

12 de julho de 2012 | 19h24

O Conselho da Liderança da Revolução de Hama disse à Reuters que a maioria dos mortos em Tremseh era civil e que o vilarejo foi bombardeado por helicópteros e tanques antes de ser invadido por milicianos pró-governo que conduziram execuções.

Há 16 meses tropas sírias reprimem com violência as manifestações pró-democracia, que pressionam pela renúncia do presidente sírio, Bashar al-Assad.

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIAMORTESDENUNCIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.