Fortes chuvas matam mais de 650 pessoas na China

Enchentes também causam mortes e estragos na Índia, em Bangladesh e no Nepal.

BBC Brasil, BBC

30 Julho 2007 | 16h06

Mais de 650 pessoas morreram nas últimas semanas na China devido às enchentes e deslizamentos de terra causados por fortes chuvas, segundo a imprensa estatal do país. As chuvas violentas do verão chinês afetaram 119 milhões de pessoas, destruíram 450 casas e cerca de oito milhões de hectares de lavouras, segundo a agência Xinhua. Apenas no final de semana 17 pessoas foram mortas em quatro províncias. A Cruz Vermelha fez um pedido de US$ 7,7 milhões para atender as vítimas. Segundo a entidade, esta é a pior enchente na China em dez anos. "Existe uma necessidade urgente de arroz, água potável, abrigo, roupas, serviços médicos e desinfetantes", disse Gu Qinghui, da Federação Internacional da Cruz Vermelha e Crescente Vermelho. "Os pobres da área rural, incluindo muitos agricultores, estão sofrendo mais", acrescentou. Mais chuvas fortes estão previstas no sudoeste, noroeste e nordeste da China nos próximos dias, segundo a Xinhua. Durante o final de semana tempestades fortes mataram dez pessoas na província de Hubei, no centro da China, onde os níveis de água do maior rio chinês, o Yangtse, ficaram mais altos neste ano. Cinco pessoas morreram na província de Shaanxi enquanto uma outra foi morta por um raio na província de Sichuan, sudoeste do país, segundo a Xinhua. Uma pessoa também foi morta na província de Anhui, no leste, onde milhões de pessoas foram afetadas pela enchente do rio Huai. Enchentes graves são um problema anual na China, com milhões de pessoas nas áreas centrais e sul do país vivendo em áreas que antes eram planícies inundadas por rios. Em 2006, cerca de 2,7 mil pessoas morreram devido a enchentes e furacões na China, segundo a Administração Meteorológica do país. Mas especialistas alertam que o aquecimento global vai fazer com que as tempestades sejam ainda mais intensas e freqüentes. As enchentes também estão afetando o leste da Índia, Bangladesh e o Nepal, levando milhões de pessoas a abandonarem suas casas. Cerca de quatro milhões de pessoas foram afetadas em Bihar, West Bengal e Assam, onde pelo menos 30 pessoas morreram. No Nepal mais de 70 pessoas morreram nas enchentes das últimas duas semanas. E, em Bangladesh, o nível da água dos rios Ganges e Brahmaputra, que está em elevação, afetou milhares de pessoas. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
chuvas, enchentes, china, ásia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.