Fórum de energia terá especialistas internacionais

Unir o interesse científico com o empresarial é a meta da Eco Power Conference - Fórum Internacional de Energia Renovável, que vai acontecer no Costão do Santinho, em Santa Catarina, entre os dias 28 e 30 de novembro. O evento, que já anunciara o Prêmio Nobel da Paz de 2006 e criador do conceito do microcrédito, Muhammad Yunus, como um dos palestrantes, confirmou duas outras presenças internacionais ligadas a projetos de energia limpa: o diretor-geral do ministério italiano do Meio Ambiente, Corrado Clini, e o diretor do Laboratório Nacional de Tecnologia da Energia dos Estados Unidos, Carl Bauer.Corrado Clini é também presidente da Comissão Global de Biocombustíveis (GBEP), formada pelos países do G8 - Estados Unidos, Alemanha, Itália, França, Inglaterra, Japão, Canadá e Rússia. No evento, ele vai explicar como funciona seu programa de incentivo para energias limpas, o ?Italian Carbon Fund?, além de detalhes sobre a geração de energia a partir de biomassa e biogás. O engenheiro nuclear norte-americano, por sua vez, é especialista na obtenção de energia limpa a carvão, assim como seqüestro de carbono e controle de usinas de carvão. Ele trabalha ainda com programas de eficiência e qualidade de petróleo e gás natural. Outros palestrantes confirmados são o vice-presidente do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU, Mohan Munasinghe, e o presidente do Worldwatch Institute, Cristopher Flavin.Embora a atualização de conhecimentos sobre energia renovável e a preservação do meio ambiente seja uma pauta natural em eventos dessa área, a Eco Power pretende se diferenciar pela maior abrangência, incluindo discussões sobre o novo ambiente de negócios a ser gerado por projetos de energia limpa. Um dos painéis de discussão, sobre tendência para o etanol, a neutralização de carbono e o posicionamento das marcas envolvidas, tem o nome de ?Empresa verde, Balanço Azul?. O evento pretende perpetuar a discussão da energia renovável, segundo o diretor da Eco Power, Ricardo Bornhausen. Ele afirmou que a edição de 2008 também já está acertada.

Agencia Estado

12 de outubro de 2007 | 13h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.