Fórum do G8+5 pede que os EUA ajudem a evitar aquecimento

Os Estados Unidos precisam atuar para evitar o aquecimento global, pediram políticos e cientistas de diferentes países durante o Fórum de Legisladores sobre Mudança Climática, em Washington, nesta quinta-feira. O fórum é parte do Grupo dos Oito mais Cinco (G8+5) sobre Mudança Climática, integrado por Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Rússia, Reino Unido e EUA, mais os líderes de cinco países emergentes: Brasil, China, Índia, México e África do Sul.Para o comissário europeu de Meio Ambiente, Stavros Dimas é fundamental um acordo internacional para enfrentar o aquecimento global. Para isso é necessário que os EUA, "o maior poluidor" do planeta, faça a sua parte. Washington se nega a ratificar o Protocolo de Kyoto para a redução de gases do efeito estufa e tem feito poucos esforços na luta contra o atual processo de aquecimento global.Nos Estados Unidos, vários senadores americanos indicam uma "crescente pressão" para Washington aceitar reduções obrigatórias dos gases do efeito estufa, os principais responsáveis pelo aquecimento global. Entretanto, o presidente George W. Bush se opõe à medida.Para o senador democrata Joe Lieberman, a falta de ação e a negação do aquecimento do planeta fazem parte do passado. O democrata e o republicano John McCain são autores de um projeto de lei para reduzir as emissões dos gases poluentes. Lieberman disse estar convencido de que a iniciativa será aprovada em 2008 ou 2009.A mudança política em Washington também foi percebida pela chanceler alemã, Angela Merkel. Conforme a agência Efe, vários senadores dos EUA que assistiram ao encontro disseram que existe interesse dos dois lados do espectro político. Por outro lado, Jeff Bingaman, o democrata que preside o Comitê de Energia do Senado, afirmou que ainda não existe consenso para uma legislação sobre o problema.Participam do colóquio internacional cerca de 80 legisladores e 100 funcionários governamentais e empresários das 20 nações com maior consumo de energia do mundo.

Agencia Estado,

15 de fevereiro de 2007 | 00h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.