Fotógrafa registra imagens de militares no Afeganistão, antes e depois

Imagens de Lalage Snow revelam a expectativa, o medo, e, em muitos casos, experiências traumáticas

BBC Brasil, BBC

12 Março 2012 | 06h39

Texto atualizado às 14h32

 

LONDRES - A fotógrafa britânica Lalage Snow fotografou e entrevistou integrantes do Primeiro Batalhão do Regimento Real da Escócia em três momentos distintos: antes de eles serem mandados para o Afeganistão; após três meses no país; e poucos dias depois de terem voltado para casa. As imagens e palavras revelam a expectativa, o medo, e, em muitos casos, as experiências traumáticas vividas pelos militares.

 

Veja também:

blog RADAR GLOBAL: Leia os depoimentos

 

  

"Eu fiquei chocada com a diferença na aparência deles: olhos vermelhos, barbas, muito magros, mais bronzeados e cobertos de areia", disse Snow à BBC. Além das mudanças físicas, a fotógrafa também testemunhou mudanças na personalidade de alguns soldados, principalmente os mais jovens. "Eles amadureceram muito", disse a fotógrafa. "Enquanto no treinamento eles podiam brincar um pouco mais, lá (no Afeganistão) eles pareciam ter acordado para a realidade. Eles pensavam: 'Isso é real, esse é o meu trabalho. Vamos em frente'."

O principal objetivo das fotos é chamar atenção para a questão do transtorno de estresse pós-traumático. Nenhuma das pessoas fotografadas está sofrendo com o problema, mas Lalage Snow afirma que o estresse pós-traumático pode surgir anos após o combate em militares que assistiram à morte de colegas ou viveram outras situações violentas. "Rapazes nos Bálcãs estão sofrendo de estresse pós-traumático agora, devido a conflitos de 10 ou 15 anos atrás."

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.