Fotógrafo atingido em protestos na Tunísia morre

Um fotógrafo francês que cobria os protestos nas ruas da Tunísia morreu após ser atingido na cabeça na sexta-feira por uma bomba de gás lacrimogêneo lançada perto dele, informou sua empregadora no domingo.

REUTERS

16 de janeiro de 2011 | 13h52

Lucas Mebrouk Dolega, 32, estava na Tunísia trabalhando para a European Pressphoto Agency (EPA), cobrindo os protestos que levaram à renúncia do presidente Zine al-Abidine Ben Ali na sexta-feira.

"Sua morte é uma tragédia e uma grande perda", disse o presidente-executivo da EPA, Joerg Schierenbeck, em comunicado.

Muitas dezenas de pessoas morreram em quatro semanas de protestos que surgiram em meio aos elevados índices de desemprego, condições de vida precárias e corrupção no governo da Tunísia.

(Por Jean-Baptiste Vey e Brian Love)

Tudo o que sabemos sobre:
TUNISIAFOTOGRAFOMORRE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.