França confirma negociação para sediar GP de Fórmula 1

As autoridades de Fórmula 1 estão negociando com os franceses o retorno do Grande Prêmio da França ao calendário, a ser realizado a cada dois anos, disse o primeiro-ministro francês, François Fillon, nesta sexta-feira.

REUTERS

30 Março 2012 | 19h18

O grande prêmio seria realizado no circuito Le Castellet, no sul da França, informou Fillon em entrevista coletiva, sem dar datas. A França realizou um GP pela última vez em 2008, em Magny-Cours.

"Estamos trabalhando a ideia de sediar um GP a cada dois anos em Le Castellet. Esta ideia foi aprovada pelas autoridades da Fórmula 1", disse Fillon.

"Não cabe a mim definir uma data para um GP", acrescentou, confirmando que a França alternaria a data com outro país.

A imprensa local informou nesta semana que Fillon iria anunciar um Grande Prêmio da França para 2013.

A França e os organizadores da Fórmula 1 ainda estão discutindo a taxa a pagar ao chefe comercial da F1, Bernie Ecclestone, acrescentou o premiê.

"A proposta dos organizadores da Fórmula 1 é razoável o suficiente, mas temos que fazê-los tirar o 'suficiente'", disse Fillon.

"Há um intervalo de dois milhões de euros. A França vai pagar (a taxa), mas não vamos adiante."

O jornal francês Le Parisien informou na quinta-feira que a taxa seria inferior a 20 milhões de euros (26,63 milhões de dólares), mas Fillon se recusou a divulgar quaisquer outros detalhes.

Depois de passar por uma fase ruim, a França tem agora três pilotos de Fórmula 1 no grid de largada, com Romain Grosjean na Lotus, Jean-Eric Vergne na Toro Rosso e Charles Pic na Marussia.

O Le Castellet sediou corridas de Fórmula 1 de 1971 a 1990.

(Reportagem de François Revilla)

Mais conteúdo sobre:
F1 FRANCA NEGOCIACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.