França exige ação sobre plano de paz da Síria

Chanceler da França condenou a violência e disse que vai entrar em contato com o grupo de trabalho Amigos da Síria para tentar marcar uma reunião em Paris

Reuters,

26 Maio 2012 | 09h43

A França apelou neste sábado, 26, para a implementação imediata do plano de paz de Kofi Annan para a Síria e disse que vai convocar uma reunião do grupo Amigos da Síria depois que ativistas disseram que 90 pessoas foram mortas em bombardeios da Síria.

Condenando a violência na sexta-feira como um "massacre", o chanceler francês Laurent Fabius disse que conversará com mediador de paz da ONU Kofi Annan, no domingo.

O plano de paz de Annan de seis semanas, que exigiu uma trégua, retirada das tropas das cidades e um diálogo entre o governo e a oposição, não conseguiu parar o conflito que se estende por 14 meses na Síria e deixou pelo menos 10 mil mortos.

"Observadores da ONU precisam ser capazes de completar sua missão e o plano da força conjunta das Nações Unidas-Liga Árabe tem de ser implementado imediatamente", Fabius disse em um comunicado.   Fabius disse que irá também contatar o grupo de trabalho Amigos da Síria imediatamente para tentar marcar uma reunião em Paris.O grupo reúne países ocidentais e árabes interessados em retirar o presidente sírio, Bashar al-Assad.

(Reportagem de John Irish)

Mais conteúdo sobre:
POL FRANCA SIRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.