França vai abrir processo para extradição de Noriega

A França informou nesta segunda-feira que iniciará os procedimentos para a extradição do ex-ditador panamenho Manuel Noriega para o Panamá, depois que os Estados Unidos deram seu consentimento.

REUTERS

20 Junho 2011 | 11h57

Noriega está preso na França após ter sido condenado por lavar milhões de euros em contas de bancos franceses e em propriedades no país nos anos 1980, mas o Panamá pede sua extradição para que ele possa cumprir condenações relacionadas a vários crimes.

Noriega, de 77 anos, cumpriu pena de 20 anos nos Estados Unidos por tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e crime organizado. Depois, foi extraditado em 2010 para a França, onde havia sido condenado em 1999 a sete anos de prisão. Havia a expectativa de que seria libertado antes do cumprimento integral dessa pena.

"O consentimento dos Estados Unidos abre a fase administrativa para o procedimento de extradição de Manuel Noriega", disse o Ministério de Relações Exteriores da França em um comunicado. Após a publicação do decreto, Noriega terá um mês para recorrer.

Nascido na pobreza, Noriega se tornou chefe militar do Panamá nos anos 1980 e governante do país, mantendo um forte controle do poder até ser derrubado por forças dos EUA em 1989.

Durante seu governo, o Panamá se tornou uma grande plataforma de distribuição da cocaína dos cartéis colombianos, com boa parte do dinheiro indo diretamente para Noriega.

(Reportagem de Vicky Buffery)

Mais conteúdo sobre:
FRANCA PANAMA NORIEGA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.