Frentista é morta por assaltantes na zona norte de SP

Ao descobrir que não havia cofre no posto de gasolina, na Casa Verde, bandidos dispararam contra vítima

Ricardo Valota, estadao.com.br

08 Janeiro 2009 | 07h25

A frentista Dasdores Soares Alencar foi morta nesta quarta, 7, com um tiro nas costas durante um roubo a um posto de gasolina localizado no bairro Casa Verde, zona norte de São Paulo. Os disparos foram feitos por três suspeitos que haviam acabado de render o vigia do lugar, Valdemar da Silva.Com 80 reais retirados do caixa, os criminosos obrigaram Valdemar a levá-los até o escritório, onde estava a frentista, de 30 anos. Ao ouvirem da funcionária que não havia cofre nem dinheiro lá dentro, os ladrões se irritaram e atiraram contra Dasdores, que morreu a caminho do hospital de Vila Nova Cachoeirinha. Os bandidos fugiram a pé. O caso foi registrado no 13º Distrito Policial (DP), da Casa Verde.

Mais conteúdo sobre:
crimehomicídiofrentistaSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.