Fundação Casa abre investigação sobre fuga em Jundiaí

A Fundação Casa abriu hoje uma sindicância para apurar se houve falha da unidade em Jundiaí, no interior paulista, onde 15 jovens fugiram na noite de segunda-feira. Segundo a assessoria da entidade, os jovens aproveitaram a visita de um grupo espírita para dominar funcionários e visitantes. Eles abriram um buraco na parede do refeitório, depois pularam o muro e fugiram a pé. Ninguém ficou ferido.

PRISCILA TRINDADE, Agencia Estado

18 Agosto 2009 | 17h27

Na ocasião da fuga, dois funcionários da unidade foram feitos reféns pelos internos que ficaram na unidade como forma de evitar represaria. Três jovens foram apreendidos pela polícia. A unidade de Jundiaí foi inaugurada em 13 de fevereiro de 2008. Com capacidade para até 56 adolescentes ela é gerenciada em parceria com o Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca) de Jundiaí, entidade vinculada à Pastoral do Menor de São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.