Fundação Ludwig doará US$ 120 mi para pesquisas de câncer

Seis instituições renomadas dos Estados Unidos receberão US$ 120 milhões de uma entidade criada há 35 anos pelo multimilionário Daniel Ludwig, para que promovam pesquisas sobre o câncer, foi anunciado nesta terça-feira.O Instituto Ludwig para a Pesquisa do Câncer (LICR, na sigla em inglês) explicou num comunicado que, além de receber US$ 20 milhões em ouro cada uma, as entidades também ganharão ações de um grupo imobiliário nova-iorquino e outros recursos nos próximos anos.Essa contribuição permitirá que as instituições criem e desenvolvam centros dedicados a diversas áreas de pesquisa sobre o câncer.O Centro Memorial Sloan-Kettering, o Instituto Dana-Farber da Escola de Medicina de Harvard e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) estão entre as instituições selecionadas.A Universidade Johns Hopkins em Baltimore (Maryland), a Universidade Stanford em Palo Alto (Califórnia) e a Universidade de Chicago também aparecem na lista.Daniel Ludwig morreu em 1992 e foi considerado nas décadas de 60 e 70 um dos homens mais ricos do mundo. Em 1982, apareceu em primeiro lugar na lista dos 400 homens mais ricos dos EUA, no primeiro ranking da revista "Forbes".O milionário dedicou uma grande parte de sua fortuna à promoção de pesquisas sobre o câncer. Em 1971, fundou o LICR, que dedicou mais de US$ 1,1 bilhão a essa causa.Ludwig, que chegou a possuir uma ampla frota de navios e financiou os primeiros navios de grande tonelagem para o transporte de petróleo, considerava o câncer um dos maiores desafios da humanidade e achava que era preciso um esforço conjunto para combater a doença, segundo a fundação.

Agencia Estado,

14 de novembro de 2006 | 22h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.