Fundador do Google revela ter predisposição a ter Parkinson

Graças a testes genéticos realizados por empresa de sua esposa, Sergey Brin descobriu mutação genética

EFE

19 de setembro de 2008 | 15h31

Sergey Brin, co-fundador da Google, lançou um blog (http://too.blogspot.com/) que inicia com uma singular confissão, na qual revela que possui uma mutação genética que o predispõe a ter Mal de Parkinson.   Veja Também:Fatia de mercado do Google em busca chega a 63% nos EUA   A imprensa americana divulga hoje a primeira postagem no blog que Brin iniciou na quinta-feira, chamado Too e onde planeja relatar aspectos de sua vida fora da empresa.   O co-fundador do Google conta que soube que era portador do gene G2019S, uma mutação de outro gene relacionada à predisposição a ter Mal de Parkinson, graças a testes genéticos realizados pela 23andMe, uma companhia fundada por sua esposa.   "Quando minha mulher me pediu para procurar esta mutação em meus dados genéticos, vi como um entretenimento, mas acabei descobrindo algo muito importante para mim", diz Brin, que acrescenta que sua mãe, que já sofre de sintomas de Parkinson, também é portadora do G2019S.   As pessoas com este gene "têm uma probabilidade entre 20% e 80% maior de ter Parkinson" ao longo da vida, afirma Brin, que afirma estar agradecido por saber disso cedo.   "Tenho a oportunidade de ajustar minha vida para reduzir a probabilidade de sofrer a doença", afirma. "Também tenho a possibilidade de apoiar a pesquisa sobre o Parkinson muito antes que me afete", ressalta.  

Tudo o que sabemos sobre:
googlesergey brinparkinson23andme

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.