Furacão Félix ganha força e adia viagem de Jobim a Haiti

O furacão Félix, que ganhou força neste domingo em sua passagem pelas águas frias do Caribe, obrigou o ministro da Defesa do Brasil, Nelson Jobim, a pernoitar em Boa Vista, Roraima, adiando sua viagem a Porto Príncipe, no Haiti. Em Porto Príncipe, Jobim conhecerá o trabalho das tropas brasileiras integradas à ONU e participará de uma reunião com ministros da defesa dos países que integram a força de paz no País. Jobim viaja acompanhado dos comandantes do Exército, general Enzo Peri, e da Aeronáutica, Juniti Saito.Somente amanhã, depois de avaliar todas as condições meteorológicas, é que o ministro Jobim e sua comitiva decidirão se continuam a viagem. O furacão Felix entrou exatamente na rota de vôo do ministro para Porto Príncipe e criou condições adversas a que ele prosseguisse a viagem, embora não esteja previsto que chegue ao Haiti. No mês passado, por causa do furacão Dean, a base brasileira precisou ser toda evacuada. Mesmo que chegue a porto Príncipe apenas no final da manhã ou início da tarde desta segunda-feira, o ministro Nelson Jobim tem prevista em sua agenda uma visita à Cité Soleil, uma das mais violentas da capital haitiana, onde as tropas brasileiras, hoje, fazem patrulhamento a pé. O ministro irá percorrer um dos locais onde esta patrulha é feita e conhecer o atendimento social que é dado pelo batalhão brasileiro à população. Desde o final de fevereiro, quando as tropas ocuparam a região eliminando as gangues locais, a população, pouco a pouco, voltou circular normalmente e as tradicionais feiras foram restabelecidas ao longo das ruas da capital, durante todo o dia e à noite, à luz de velas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.