Furacão Félix ganha força no Caribe

O furacão Félix ganhou força rapidamenteneste domingo em sua passagem pelas águas frias do Caribe epelo norte das Antilhas Holandesas. A previsão é de que sedirija à América Central ou à península de Yucatán, no México. Seguindo uma rota similar, embora mais ao sul, à dopoderoso furacão Dean, o Félix é a segunda tempestade destatemporada de 2007 no Atlântico e estava ao norte de Curazao às8h locais (9h de Brasília), segundo o Centro Nacional deFuracões dos EUA. No mês passado, o Dean causou pelo menos 27 mortes aoatingir a Jamaica e a península de Yucatán. Os ventos do Félix ganharam velocidade durante a noite,chegando a 160 quilômetros por hora, o que o coloca nacategoria 2 da escala Saffir-Simpson, que vai até 5. Em meados de agosto, o furacão Dean chegou à categoria 5, amais destrutiva, igual aos furacões Katrina, Rita e Wilma natemporada de 2005. O centro de furacões, com sede em Miami, prevê que o Félixchegará à categoria 4, com ventos de 210 quilômetros por hora,dentro de 48 horas, conforme se aproxime de Honduras e daNicarágua. Às 9h de Brasília, o centro do furacão estava a 95quilômetros a noroeste de Aruba.

REUTERS

02 de setembro de 2007 | 13h19

Tudo o que sabemos sobre:
CLIMAFELIX

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.