Furacão Lane ganha força e ameaça oeste do México

O furacão Lane, que ameaça os Estados dolitoral oeste mexicano, subiu em poucas horas à categoria 2 na escala Saffir Simpson, que mede a intensidade dos furacões e vai até 5, com rajadas de vento de até 200 km/h. Na sexta-feira, em seu boletim das 20 horas (22 horas de Brasília), o Serviço Meteorológico Nacional (SMN) informou que o furacão seencontra a 130 quilômetros do ponto de terra mais próximo, Cabo Corrientes, no Estado de Jalisco. O fenômeno avança em direção noroeste a 20 km/h e apresenta um índice de periculosidade forte, com ventos sustentados de 160 km/h. O boletim anterior, cinco horas antes, anunciou a transformação do Lane de tempestade tropical em furacão de categoria 1 com um índice de periculosidade de moderado a forte, com rajadas de até 155 km/h e média de ventos de 130km/h. O ciclone Lane mantém uma trajetória similar à do furacão John, que entre o fim de agosto e o início de setembro afetou a península de Baja Califórnia. A previsão é de que ele avance paralelamente à costa. Segundo o SMN, os Estados que podem sofrer seus efeitos são Baja Califórnia Sul, Sinaloa, Nayari, Jalisco, Colima, Michoacán e Guerrero, todos no litoral do Pacífico. Lane já matou uma criança de 10 anos no Estado de Guerrero, nosul. A Defesa Civil do estado de Michoacán informou a remoção de 2 mil pessoas. Técnicos esperam fortes ventos, ressacas e chuvas, que poderão provocar deslizamentos de terras.

Agencia Estado,

16 de setembro de 2006 | 01h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.