Gabeira cresce em pesquisas e aumenta briga por 2o turno no Rio

O candidato Fernando Gabeira (PV) obteve crescimento significativo em duas pesquisas de intenção de voto para a prefeitura do Rio de Janeiro divulgadas neste sábado e acirrou a disputa com Marcelo Crivella (PRB) e Jandira Feghali (Pc do B) por uma vaga no 2o turno das eleições. Eduardo Paes (PMDB) segue na liderança e até aumentou sua vantagem na ponta, de acordo com levantamentos do Ibope e do Datafolha. A oito dias do primeiro turno da votação, Gabeira foi o candidato de maior crescimento na pesquisa Datafolha em relação ao último levantamento, feito há uma semana, passando de 11 para 15 por cento das intenções de voto para a prefeitura da capital fluminense. Com 18 por cento aparece o senador Crivella, que manteve o mesmo percentual da pesquisa anterior, assim como Jandira, que permaneceu com 13 por cento. Como a margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, Gabeira e Crivella estão tecnicamente empatados em segundo lugar. Eduardo Paes cresceu três pontos percentuais e chegou a 29 por cento, segundo o Datafolha, que ouviu 1.184 eleitores cariocas nos dias 25 e 26 de setembro. Num eventual 2o turno, Paes venceria tanto Crivella (57% a 30%) quanto Jandira (48% a 41%), enquanto Jandira venceria Crivella (52% a 34%) num possível desempate entre ambos. Na pesquisa Ibope, publicada pela TV Globo e pelo jornal "Estado de São Paulo", Gabeira também foi o candidato de maior crescimento, saltando de 6 para 10 por cento das intenções de voto em relação ao levantamento do dia 12 de setembro. O candidato do PV apareceu à frente de Jandira, que manteve os 9 por cento e caiu do terceiro para o quarto lugar. Paes e Crivella também subiram, o primeiro de 27 para 29 por cento e o segundo de 23 para 24 por cento. A margem de erro também é de 3 pontos percentuais. O Ibope fez uma simulação de 2o turno entre Paes e Gabeira, no qual o peemedebista venceria por 49 a 17 por cento. Contra Crivella e Jandira, Paes também seria o vencedor, de acordo com o levantamento feito entre os dias 23 e 25, com 1.204 entrevistados. (Reportagem de Pedro Fonseca)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.