Garoto de 4 anos é morto a facadas por vizinho em SP

Um garoto de 4 anos foi morto a facadas por um vizinho alcoolizado na noite de sábado no Parque das Américas, periferia de Praia Grande, litoral paulista. O garoto brincava na frente de sua casa e não havia motivo para que o homem, preso em flagrante, o atacasse. O garoto, que completou quatro anos no dia 15 e comemoraria a data com festa ontem, junto com o aniversário da irmã de seis anos, foi esfaqueado no peito por Adeilton Ferreira Batista, de 30 anos. A avó do menino não se conformava com a ocorrência. Ela viu quando o rapaz, que morava com a irmã na vizinhança, suspendeu o menino pelo braço e deu o golpe fatal. Um vizinho ainda tentou socorrer o garoto, que já chegou sem vida ao pronto-socorro. O criminoso foi preso em seguida, com a arma na mão e as roupas sujas de sangue, antes da população conseguir linchá-lo. Manoel de Brito Santos, cunhado do acusado, mostrava-se atônito com o crime. Ele disse que não sabia explicar o motivo. O rapaz já havia ameaçado de matar a irmã e seus familiares há nove meses, quando resolveu ir embora da cidade. Retornou há um mês para passar as festas com a família. "Uma pessoa dessas só pode ser um psicopata e não deve mesmo viver em sociedade", afirmou o cunhado. Adeilton Ferreira Batista foi recolhido ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Praia Grande. Se for condenado, ele poderá cumprir até 20 anos de cadeia.

ZULEIDE DE BARROS, Agencia Estado

24 de dezembro de 2007 | 16h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.