Gás do fundo do mar pode estimular aquecimento global

O gás que escapa do fundo do oceano pode ajudar a entender os ciclos históricos de aquecimento global trazer informação sobre o momento atual de mudança climática, segundo um grupo de cientistas da Universidade da Califórnia em Santa Bárbara. As descobertas da equipe aparecem na edição online do periódico científico Global Biogeochemical Cycles.A idéia recebeu um reforço inesperado quando cientistas da universidade observaram - e registraram em vídeo - uma grande bolha de metano expandindo-se a partir do fundo do mar. O fenômeno ocorreu numa área de vazamento de óleo e gás, a partir de um pequenos vulcões submarinos. A expansão da bolha soou como um trem de carga passando, segundo os mergulhadores.O metano presente na atmosfera é um gás que também impulsiona o efeito estufa. "Outras pessoas já haviam informado esse tipo de bolha de metano, mas ninguém tinha feito as contas até agora", disse o principal autor do estudo, Ira Leifer. "Nós temos os primeiros dados numérico associados a uma bolha de vazamento" submarino.Além dos dados colhidos debaixo d´água, uma estação meteorológica próxima mediu a nuvem de metano que emergiu do mar, e determinou seu volume como comparável ao de uma casa pequena. Cálculos mostram que, numa região rasa como a em que apareceu a bolha, a perda de gás no oceano seria da ordem de 1%. Ou seja, 99% do metano chegou à atmosfera. Na escala de tempo geológica, o clima da Terra tem oscilado entre períodos interglaciais, mais quentes, e glaciais, mais frios. Muitos aspectos da força por trás dessas mudanças continuam desconhecidos. Uma hipótese sugere que as mudanças para períodos mais quentes pode ser precipitada pela decomposição do hidrato de metano no fundo do mar.O hidrato de metano é um tipo de gelo que contém metano aprisionado em sua estrutura cristalina. De acordo com essa hipótese, uma desestabilização do clima poderia levar a um aumento dramático do metano na atmosfera - gerando um ciclo de feedback de aquecimento abrupto.Esse processo poderia ameaçar o clima atual: um aquecimento moderado, gerado pela mudança climática atual, poderia levar ao derretimento dos hidratos submarinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.