Gays organizam ato contra agressão na Paulista

Um ato será realizado na noite deste sábado, 8, na esquina das ruas Bela Cintra e Fernando de Albuquerque, na região da Avenida Paulista, contra a agressão ao casal gay J.P. e Marcos Paulo Villa. No local, eles foram agredidos com socos e pontapés no último sábado, 1, por dois homens que os seguiram desde o Sonique Bar, na Rua Bela Cintra, de onde eles haviam saído.

MARCELA BOURROUL GONSALVES, Agência Estado

08 de outubro de 2011 | 12h05

O ato está sendo organizado pelo Facebook por um amigo do casal. Até a manhã deste sábado, 2.857 pessoas já haviam confirmado presença no evento "Todo mundo gay no Facebook". Os protestantes devem se reunir por volta das 23h30 com uma vela na mão. A proposta é ficar no local por meia hora.

No convite, o organizador diz: "quem é nosso amigo no Facebook ou no Twitter, já sacou que estamos loucos com essa agressão que rolou no sábado na porta do Mestiço, onde eu, você e todo mundo já jantou ou passou alguma vez na vida", e continua, "as pessoas têm que saber que a gente não acha isso normal".

Durante a semana, J.P., que teve uma fratura na perna, voltou a ser internado no Hospital Nossa Senhora de Lourdes, localizado no Jabaquara, zona sul de São Paulo.

Mais conteúdo sobre:
atogayAvenida Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.