Gillette diz que vai 'limitar' papel de Woods em suas campanhas

A Procter & Gamble's, uma das principais patrocinadoras comerciais de Tiger Woods e dona da marca Gillette, disse neste sábado que irá limitar o papel do golfista em suas campanhas de marketing para ajudar Woods a proteger sua privacidade em meio ao escândalo sexual que envolve seu nome.

REUTERS

12 Dezembro 2009 | 15h34

"Já que Tiger precisa de um tempo fora da berlinda da opinião pública, nós iremos apoiá-lo nesse seu desejo por privacidade ao limitar sua participação em nossas campanhas de marketing," disse a Gillette em um comunicado.

Na sexta-feira à noite, o golfista número 1 do mundo afirmou em seu site na Internet que está deixando o esporte por tempo indeterminado para dedicar-se à família, depois de ter admitido que traiu sua esposa.

Mais conteúdo sobre:
GOLFE TIGER GILETTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.