Girassol ainda pode ser plantado e fornecido na forma de silagem

Alternativa tem como vantagens alto teor de proteína, custo baixo[br]e bom rendimento de massa verde por hectare

Fernanda Yoneya, O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2008 | 02h50

O agrônomo Dilson Cáceres, da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), dá outra sugestão para compor a dieta das vacas na seca. A silagem de girassol, embora tenha digestibilidade inferior à de milho, tem a vantagem de ter baixo custo. "O quilo da semente de girassol variedade custa R$ 5,50 e são necessários 4 quilos de sementes para plantar 1 hectare". Além disso, o girassol tem 12% de teor de proteína e rende de 25 a 30 toneladas de massa verde/hectare.O plantio de girassol é de janeiro a março, mas, pelas condições de clima, Cáceres garante que ainda dá tempo de plantar. "É preciso plantar, no mínimo, 15 hectares, para compensar e diluir as perdas por ataques de pássaros."Cáceres explica que o girassol também é um eficiente melhorador de solo. "É sempre plantado na safrinha e faz uma ótima rotação com o milho, pois melhora a produtividade do cereal na safra seguinte."Segundo ele, o mais difícil para o pecuarista é acertar o ponto de ensilar o girassol. "O ponto de corte é quando a flor estiver totalmente voltada para baixo, os grãos, se apertados com a unha, apresentarem resistência, as folhas baixas estiverem secas e, as mais altas, amarelando. É mais ou menos no fim do ciclo da planta", explica. "Depois, são os mesmos cuidados dispensados ao preparo de silagem de milho, não descuidando da compactação bem feita." A silagem pode ser fornecida ao gado após 15 dias. Cáceres recomenda, ainda, caso o animal esteja habituado com a silagem de milho, dar o novo material aos poucos, já que "o perfume do girassol é diferente".CEREAISOutra opção de alimento são os cereais de inverno - aveia preta, aveia branca e cevada -, cuja época de plantio estende-se até maio. "A qualidade nutritiva desses cereais para o gado é espetacular", diz o agrônomo Vilson Antonio de Vechi, do Núcleo de Produção de Sementes de Avaré (SP), da Cati.Segundo ele, 45 dias após o plantio, o gado já pode pastorear a área. Pode-se, também, fornecer o cereal in natura, inteiro ou triturado, direto no cocho. "Se o pecuarista quiser fazer silagem com o que sobrar, também pode", sugere, destacando que esses cereais têm a vantagem de "darem rebrota."INFORMAÇÕES:Cati, tel. (0--19) 3743-3700; Embrapa, tel. (0--32) 3249-4700

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.