Girassol, feijão e amendoim em plena colheita

Pausa de uma semana nas chuvas beneficiou a secagem e a colheita dessas lavouras em [br]várias regiões do Estado

Fábio Marin, O Estado de S.Paulo

12 de março de 2008 | 01h27

Março começou com calor na maior parte do Estado de São Paulo. E depois de cinco semanas de chuvas constantes e bem distribuídas, entre segunda-feira e sexta-feira não choveu na maioria das regiões. Apenas no fim de semana foram observadas precipitações localizadas, com volumes acima de 40 milímetros em Piracicaba e Votuporanga.A umidade do solo continua acima de 70%, assegurando suprimento hídrico para as lavouras de milho e soja de Guaíra, Palmital, Itaberá, Cândido Mota e Tarumã, que estão concluindo a fase de enchimento de grãos. Nessas áreas, a elevação da temperatura favorece a secagem dos grãos e a colheita, em lavouras que já entraram em fase de maturação.O tempo também favoreceu a secagem e a colheita do girassol em Tupã e Bariri; do amendoim em Jaboticabal, Sertãozinho e Taquaritinga; do feijão em Capão Bonito, Itaí e Itapeva e do algodão em Ituverava, Leme e Casa Branca. Também foi possível semear o amendoim da seca em Tupã, Iacri e Pompéia e fazer o plantio de tomate em Sumaré, Mogi-Guaçu e Ribeirão Branco e de morango em Atibaia e Monte Alegre do Sul.As reservas de água no solo favorecem as pastagens, mas a redução no comprimento do dia diminui o potencial de acúmulo de biomassa das gramíneas. Nos canaviais, há umidade suficiente no solo, mas as plantas começam a reduzir as taxas de crescimento. A umidade do solo entre 70% e 80% favorece a semeadura e a germinação do milho safrinha.Nos pomares de laranja, a chuva favorece o desenvolvimento das frutas, mas esta safra deve ficar abaixo da média, por causa da seca no fim do ano passado. *Fábio Marin é pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária. Para maisinformações sobre tempo e clima no Brasil, acesse www.agritempo.gov.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.