Felipe Rau/AE
Felipe Rau/AE

Glupt! Plavac Mali é tudo azul

Não, Plavac Mali não quer dizer "saúde!" ou "boa sorte!" em croata. É o nome de uma uva tinta autóctone do vasto patrimônio de castas do pequeno país costeiro nos Bálcãs. Plavac quer dizer azulado; e mali, pequeno, descrevendo o tamanho e coloração dos bagos, ou seja, a uva azulzinha. A importadora Decanter está trazendo um tinto de Plavac Mali e um branco da igualmente autóctone Posip. Provei ambos. O país tem inúmeras sub-regiões, as do interior, mais influenciadas pela bacia do Danúbio, e as da costa, pelo Adriático.

Luiz Horta,

20 Outubro 2011 | 18h33

Os dois vinhos, da vinícola Korta Katarina, são do sul da Dalmácia. Confesso que antes de prová-los tive devaneios de Tintin, ia beber vinhos saídos diretamente do "Cetro de Ottokar" ou do reino de Zenda. O exótico é sempre o outro. Imagine um croata sabendo que existem vinhos no Brasil... A sensação é a mesma.

Mas foi desarrolhar as garrafas e ficar inebriado pelo caráter aromático dos vinhos. O tinto é pura cereja fresca, bem madura, uma cesta de frutas vermelhas ao sol, e flores, dá até para ouvir abelhas zumbindo (e eu ainda não tinha bebido). Na boca continuou um espetáculo frutado, com acidez excelente e taninos potentes, mas abertos a uma conversa. O álcool é alto (nenhuma surpresa diante de tanta madurez), mas não atrapalha.

Estava preparado para gostar mais do branco, pois a Posip foi considerada parente da Furmint húngara (que resulta nos Tokajs, mas também em brancos secos deliciosos). O tinto, entretanto, conquistou minha atenção.

Passado o impacto de alegria que a Plavac Mali proporcionou, fui provar o branco. Ótimo nariz de pêssegos maduros e suculentos, algo de marinho e mineral e casca seca de grapefruit, boca muito fresca, com corpo e consistência. Pediu (e ganhou) um lombo de porco assado.

A curiosidade é que a Plavac Mali era tida como sendo a mesma Zinfandel californiana. Exames de DNA mostraram que é um cruzamento espontâneo entre ela e a Dobricic, outra casta nativa. A vinícola Korta Katarina pertence à família Katarina e homenageia os jardins costeiros da Croácia, chamados Kortas.

* * * Plavac Mali 07

Korta Katarina

Nariz de muita fruta vermelha. Na boca é intenso, matador de sede, potente, com muita fruta, confirmando o aroma e taninos finos

* * * Posip 08

Korta Katarina

Mais austero no aroma que o tinto, mas com gostoso cheiro de cítrico amargo, como grapefruit, pêssegos e algo mineral. Na boca é bem presente, com boa acidez e corpo, bem seco e longo. Como dizia Saul Galvão, ‘deixa a boca limpa’

G! Favorito * * * * Excelente * * * Muito bom * * Bom * Regular

Viagem engarrafada

Parada nº 39/100

Dalmácia, Croácia

Plavac Mali e Posip

Uvas autóctones com muita personalidade. A tinta Plavac Mali é parente da Zinfandel

Os vinhos são importados pela Decanter (tel.3073-0500). Os preços internacionais são do site da vinícola (via Haskell’s). Os valores estão em reais, convertidos de dólares pelo câmbio de R$ 1,78.

Mais conteúdo sobre:
Korta Katarina Glupt! vinhos Paladar

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.