Gol: mudanças em Congonhas não afetarão operações

Em comunicado sobre a decisão do ministro da Defesa, Nelson Jobim, de reduzir o tamanho da pista do aeroporto de Congonhas, a Gol informou que apóia qualquer ação do governo que busque aumentar a segurança na aviação civil. A empresa declarou que o impacto das reduções em Congonhas será "mínimo" nas operações, e os aviões continuarão pousando normalmente na pista principal. Segundo o comunicado, em virtude das mudanças na pista do aeroporto a companhia realizará as adequações necessárias em suas operações seguindo as orientações do manual do fabricante de suas aeronaves, a Boeing.

AE, Agencia Estado

17 de setembro de 2007 | 11h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.