GOL tem em outubro nova queda em taxa de ocupação de aviões

A companhia aérea Gol anunciou que a taxa de ocupação de suas aeronaves voltou a cair em outubro, atingindo 56,8 por cento, nível ligeiramente abaixo de setembro mas 12 pontos percentuais menor que em outubro de 2007. A empresa, que detém as marcas Gol e Varig, informou em comunicado ao mercado que enquanto a oferta de assentos se manteve estável no sistema total (que inclui mercados doméstico e internacional) no mês passado, o tráfego de passageiros caiu 17,5 por cento na comparação com outubro de 2007. No mercado doméstico, o tráfego de passageiros caiu 14 por cento, para 1,52 milhão, em outubro na comparação com o mesmo mês de 2007. Enquanto isso, a capacidade da empresa cresceu 6,1 por cento, para 2,66 milhões. Com isso, a taxa de ocupação doméstica teve uma queda de 13,3 por cento no período, para 57,2 por cento. Já no mercado internacional, o tráfego de passageiros caiu 33 por cento, para 265,9 mil, enquanto a capacidade recuou 23,8 por cento, para 486,4 mil. A taxa de ocupação no segmento acabou desta forma caindo 7,5 pontos, para 54,7 por cento. Na véspera, a empresa adiou para a próxima semana, dia 14, a divulgação de resultados de terceiro trimestre, prevista anteriormente para esta sexta-feira. (Reportagem de Alberto Alerigi Jr.; Edição de Vanessa Stelzer)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.