Google desiste de serviço de vídeos e fica só com YouTube

Anúncio foi feito nove meses depois da compra do site; usuários não terão dinheiro devolvido

BBC

13 Agosto 2007 | 10h47

O Google está cancelando seu serviço premium de vídeos e impedindo quem comprou ou alugou conteúdo de ver seus filmes no futuro. Em um e-mail enviado a clientes, a gigante da Web disse que o dinheiro gasto no serviço não será devolvido.   No lugar, a empresa está oferecendo aos consumidores crédito fixo no seu sistema de pagamentos online, Google Checkout.   O anúncio foi dado nove meses depois de o Google comprar por US$ 1,65 bilhão o YouTube, que também vende parte dos vídeos.   O Google iniciou a comercialização de conteúdo pelo Google Vídeos em janeiro de 2006, oferecendo programas como Survivor, CSI e Jornada nas Estrelas por US$ 1,99.   Um dos fundadores da empresa, Larry Page, lançou oficialmente o Google ao mundo dos vídeos durante a Consumer Electronics Show, em Las Vegas. Mas o sucesso do YouTube tornou a Google Vídeo completamente irrelevante.   O Google disse que usuários terão crédito de US$ 5 no Google Checkout por um prazo de 60 dias.

Mais conteúdo sobre:
Web Google YouTube Vídeos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.