Governo calcula alta do PIB em torno de 0,40% no 1 tri--fonte

Apesar de o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) ter mostrado expansão de 0,15 por cento no primeiro trimestre deste ano, a equipe econômica acredita que o crescimento efetivo do Produto Interno Bruto (PIB) será de cerca de 0,40 por cento.

REUTERS

18 Maio 2012 | 11h26

Segundo uma fonte próxima à equipe econômica, o IBC-Br é apenas um sinalizador do comportamento do PIB, calculado a partir de indicadores antecedentes. Por isso, a equipe econômica analisa que os números oficiais do desempenho do PIB tanto pela ótica da demanda, quanto da oferta mostrarão uma perspectiva de crescimento mais alentadora.

Nos últimos dias, no entanto, o governo sinalizou claramente que o baixo nível de crescimento nos três primeiros meses do ano derrubou a possibilidade de um crescimento de 4,5 por cento.

A perspectiva é de um baixo crescimento no primeiro trimestre, indicando expansão anual mais próxima de 3 por cento.

(Reportagem de Luciana Otoni)

Mais conteúdo sobre:
MARCO PIB*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.