Governo cria mais quatro universidades federais

A presidente Dilma Rousseff publicou nesta quinta-feira, 6, leis que criam quatro universidades federais no País, duas no Estado da Bahia, uma no Ceará e outra no Pará. As leis estão publicadas no Diário Oficial da União desta quarta-feira.

LUCI RIBEIRO, Agência Estado

06 de junho de 2013 | 12h24

As novas instituições são: Universidade Federal do Sul da Bahia (UFESBA), com sede no município de Itabuna; Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), em Barreiras; Universidade Federal do Cariri (UFCA, no município de Juazeiro do Norte (CE); e Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA), em Marabá. Juntas, as instituições vão ofertar 145 cursos e abrir pouco mais de 38 mil novas vagas para estudantes

Ao assinar as leis de criação das universidades, Dilma destacou que "criar universidades é um ato importante porque, além de criar oportunidades, tem um efeito transformador nas pessoas, nas regiões e no País".

A criação das universidades faz parte do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais Brasileiras (Reuni), que, entre 2003 e 2010, abriu 14 novas universidades federais e 126 novos campi ou unidades acadêmicas, chegando agora a 63 universidades e 321 campi em todo o País. A expansão aumentou também o número de municípios brasileiros atendidos por universidades federais, passando de 114, em 2003, para 272, em 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
universidadescriação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.