Governo de PE abre barragem para evitar inundação

A Secretaria de Recursos Hídricos e Energéticos (SRHE) de Pernambuco abriu ontem completamente uma das duas comportas da Barragem de Carpina, localizada na bacia do Rio Capibaribe. A medida visa minimizar o efeito da invasão das águas, já que a elevação do nível da barragem estava prestes a provocar a inundação da rodovia PE-50, no trecho que liga as cidades de Limoeiro e Feira Nova. O Departamento de Estradas e Rodagens (DER) determinou a interdição da rodovia até que a água volte ao nível normal.

FABIANA MARCHEZI, Agência Estado

30 de junho de 2010 | 13h33

O procedimento de abertura das comportas é acompanhado pela Coordenadoria de Defesa Civil (Codecipe), que tomará as medidas para minimizar os efeitos da elevação do nível da água do Capibaribe nos trechos após a Barragem de Carpina, garantindo a segurança das populações ribeirinhas.

Segundo a SRHE, a operação de abertura das comportas é importante para a manutenção de um nível seguro de acumulação das águas na barragem, levando-se em conta que a barragem de Jucazinho, que também está localizada na bacia do Capibaribe, está derramando água e elevando o nível da barragem de Carpina.

A barragem de Carpina, utilizada para contenção de cheias, encontra-se atualmente com 116,7 milhões de metros cúbicos - o que corresponde a 43% de sua capacidade total.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvasNordestePernambuco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.