Governo de SP assume hospital endividado de Cotia

O governo paulista assumiu hoje o Hospital de Cotia, na Grande São Paulo, que enfrentava dificuldades financeiras e administrativas nos últimos anos. A partir de 1º de outubro, a unidade passará a ser gerenciada por uma organização social e contará com orçamento anual de R$ 30 milhões para investimento e custeio. A organização terá de cumprir metas determinadas pela Secretaria de Estado de Saúde. O objetivo é transformar o hospital em referência de alta complexidade na região. Em nota, o secretário de Estado de Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata, avaliou que a assistência à saúde prestada a população será melhorada. "Nosso foco agora é garantir a qualidade do atendimento e, gradativamente, ampliaremos os serviços oferecidos transformando esta unidade em referência para toda a região", afirmou Barata.O hospital possui 150 leitos de clínica médica e cirúrgica, pediatria, obstetrícia e ginecologia, dez leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI), oito de cuidados intermediários para recém-nascidos e atendimento de pronto-socorro e ambulatorial.

ELVIS PEREIRA, Agencia Estado

11 de setembro de 2007 | 17h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.