Governo de SP subsidia crédito a empresários de Itaoca

O governo de São Paulo vai subsidiar uma linha de crédito emergencial para auxiliar na recuperação das empresas atingidas pelos desastres decorrentes de uma enchente no município de Itaoca, no sudoeste do Estado paulista. Após fortes chuvas, na madrugada do último dia 13, pelo menos doze pessoas morreram.

CARLA ARAÚJO, Agência Estado

15 de janeiro de 2014 | 18h21

De acordo com a Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve SP), os empresários do município que procurarem o financiamento emergencial pagarão 1% de juro ao ano, com prazo de até 10 anos, incluindo 24 meses de carência.

A linha de crédito emergencial, que conta com subsídio do governo do Estado, foi criada para auxiliar na recuperação das empresas atingidas por desastres. A linha já atendeu as empresas de Taquarituba, atingida por um tornado no ano passado, entre outras.

Segundo a Desenvolve SP, técnicos da agência já estão na cidade para avaliar as medidas necessárias para operacionalização da nova linha de crédito. A princípio podem acessar o crédito subsidiado empresas atingidas pelas enchentes com faturamento anual de até R$ 16 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvasItaocacréditoempresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.