Governo divulga metas para incrementar turismo

O Ministério do Turismo divulgou hoje o Plano Nacional de Turismo 2013-2016, aprovado por decreto no fim de abril. As ações desenhadas no plano pretendem posicionar o Brasil como uma das três maiores economias turísticas do mundo até 2022.

LUCI RIBEIRO, Agência Estado

24 de maio de 2013 | 09h37

O documento traça metas ambiciosas para o setor, conforme antecipou em abril O Estado de S.Paulo. Entre elas, está o avanço de 28% no número de visitantes estrangeiros ao Brasil, de forma a atingir 7,9 milhões de turistas internacionais em 2016. Com isso, o governo espera elevar para US$ 10,8 bilhões a receita obtida com essas visitas. No entanto, essa meta só será cumprida caso seja registrado um aumento de 11,87% por ano entre 2013 e 2016, ritmo que é quase o dobro do observado entre 2007 e 2010, de 6,53% por ano.

No mercado interno, a meta do governo é aumentar para 250 milhões o número de viagens domésticas de brasileiros até 2016, um salto de 31% em relação às 190,8 milhões realizadas em 2011. As ações do plano também querem contribuir para ampliar para 3,6 milhões os empregos formais no setor de turismo até 2016.

"É esperado que, dentre os legados a serem deixados pelos megaeventos e do impulso nas atividades econômicas correlatas, haja uma expansão no estoque total de empregos no setor de aproximadamente 800 mil pessoas ocupadas até 2016, elevando o estoque total de 2,78 para 3,59 milhões de empregos formais, representando um crescimento anual de 6,64%, e elevando de 0,27 para 0,6 milhões o número de empreendedores individuais", diz o documento, cuja íntegra pode ser acessada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 24.

Tudo o que sabemos sobre:
turismometas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.