Governo do Ceará confirma 4 mortes por dengue este ano

O Estado ainda confirmou 5.852 casos do tipo clássico da doença e outros 81 do hemorrágico

CARMEN POMPEU, Agencia Estado

04 de abril de 2008 | 17h44

O Ceará teve quatro mortes confirmadas por dengue este ano, de acordo com o boletim semanal divulgado nesta sexta-feira, 4, pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa). Outras 11 mortes continuam em investigação. Ainda segundo o boletim, foram confirmados em laboratório 5.852 casos do tipo clássico da doença e outros 81 do hemorrágico. Do total de mortes, duas - uma em Fortaleza e outra em Redenção - foram provocadas por dengue hemorrágica e as outras duas - uma em Itapipoca e outra em Quixadá - pela enfermidade com complicações.       Veja também: Acompanhe o avanço da dengue Bahia registra segunda morte por dengue hemorrágica em 2008 Temporão quer proibir campanha de antitérmico e analgésicoDas 81 ocorrências do tipo hemorrágico confirmadas no Estado, 25 foram na capital cearense. O secretário de Saúde de Fortaleza, Odorico Monteiro, classifica o quadro como de pré-epidemia. Segundo Monteiro, a capital está às portas de uma epidemia de dengue e os resultados das atuais ações de combate à doença é que definirão se a cidade o reverterá ou não.O avanço da doença motivou uma reunião provocada pelo Ministério Público (MP) nesta sexta-feira, 4. Entre as medidas para conter o número de casos, ficou definida a realização de um mutirão de limpeza no sábado. Além disso, a prefeitura de Fortaleza está multando os donos de imóveis que obstruem a ação dos agentes sanitaristas. Proprietários de imóveis comerciais ou residenciais, abandonados ou em funcionamento, que não tomarem providências adequadas ou impedirem o trabalho dos agentes sanitários no combate à larva e ao mosquito da dengue (Aedes aegypti) poderão ser multados em até 500 reais.

Tudo o que sabemos sobre:
epidemiadengueCeará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.