Governo do Iêmen e oposição assinam cessar-fogo

O governo iemenita e o general dissidente Ali Mohsen al-Ahmar assinaram um cessar-fogo nesta terça-feira e concordaram em libertar pessoas sequestradas durante meses de protestos, informou uma autoridade do governo.

REUTERS

25 de outubro de 2011 | 10h31

A instabilidade no Iêmen, situado na península Arábica, deixou o país à beira da guerra civil.

O alto funcionário disse que o acordo firmado entre o presidente Ali Abdullah Saleh e Mohsen foi mediado por um comitê local chefiado pelo vice-presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi.

Vários acordos anteriores de cessar-fogo fracassaram no Iêmen. Este último foi firmado apenas quatro dias depois que uma resolução do Conselho de Segurança da ONU condenou a violência no país e pediu a Saleh que assinasse uma proposta que prevê sua saída do poder.

(Reportagem de Mohamed Sudam)

Mais conteúdo sobre:
IEMEMCESSARFOGOSALEH*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.