Governo estuda criminalizar ações dos hackers na web

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, informou hoje que o governo estuda proposta para criminalizar as ações dos hackers na internet. Após encontro com o presidente interino, Michel Temer, no Planalto, Cardozo disse que é preciso enfrentar com urgência os ataques a sites.

LEONENCIO NOSSA, Agência Estado

29 Junho 2011 | 17h12

"Temos um problema de legislação. É importante ter claro isso", afirmou. "Nós precisamos discutir com o Congresso a tipificação dos delitos nesta área para que possamos ter ações que permitam maior eficácia", completou. "Precisamos melhorar a legislação, aprofundar essa discussão com o Congresso e nos aparelhar para enfrentar esse problema".

Ele afirmou que o governo poderá elaborar uma proposta original ou aproveitar projetos em tramitação no Legislativo para tipificar como crime as ações dos hackers. O ministro relatou que o governo já recebeu subsídios de parlamentares para elaborar a proposta. "Podemos fazer duas coisas: ou elaborar uma proposta que será encaminhada agora ao Congresso ou podemos elaborar um texto que possa ser compatível com alguma coisa que esteja tramitando", disse.

O ministro disse que a Polícia Federal investiga a recente onda de ataques a sites do governo. A investigação conta com a colaboração de diferentes órgãos públicos. "Não é um problema fácil de ser atacado", ressaltou. "Estamos agindo com o maior rigor possível".

Mais conteúdo sobre:
internet governo segurança ataque hackers

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.