Governo interino de Honduras corta relações com a Venezuela

O governo interino de Honduras determinou nesta terça-feira a expulsão de todos os diplomatas da Venezuela que estão no país e acusou o presidente Hugo Chávez de interferir em assuntos internos.

REUTERS

21 Julho 2009 | 16h06

A vice-chanceler de Honduras interina, Martha Lorena Alvarado, disse que o governo pediu a saída do corpo diplomático da Venezuela em um prazo de 72 horas.

Honduras enfrenta uma grave crise política desde o golpe de Estado que retirou do poder e expulsou do país o presidente Manuel Zelaya.

(Reportagem de Gustavo Palencia)

Mais conteúdo sobre:
HONDURASROMPEVENEZUELA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.